Ashoka Brasil apresenta modelos inovadores de negócios sociais

Saúde, Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Direitos Humanos e Participação Cidadã foram os temas das soluções desenvolvidas por empreendedores de diferentes regiões do Brasil que participaram do Programa Grow2Impact, iniciativa da Ashoka Brasil, instituição pioneira na área de empreendedorismo social.

O evento final do programa aconteceu em São Paulo, no dia 15 de fevereiro, e reuniu empresas, governos e investidores interessados em novas soluções de impacto para problemas sociais e ambientais.

Em sua terceira edição, o programa Grow2Impact, que conta com o apoio do ICE, realizou um processo de capacitação ao longo de um ano que envolveu empreendedores sociais, empresas, investidores e mentores para criarem produtos e serviços capazes de alavancar o impacto social e ambiental.

A metodologia do Grow2Impact é inovadora e abriga diferentes teorias e ferramentas que abordam desenvolvimento individual e organizacional, como design thinking, formação continuada em estratégia, cultura organizacional e desenvolvimento de liderança para o alcance de resultados concretos. O objetivo é alavancar impacto de forma sustentável, do ponto de vista financeiro e organizacional.

“A base dessa metodologia é o mecanismo de colaboração entre os setores social e privado para impulsionar soluções de impacto social. A colaboração entre os setores é a chave para uma mudança da sociedade”, afirma Deise Hajpek, coordenadora de Redes de Empreendedores Sociais e Parcerias Institucionais na Ashoka Brasil.

“Participar do programa foi uma grande oportunidade de pensarmos como nos tornar um negócio social no que temos de mais valioso: nossa metodologia de inclusão social”, avalia Vera Cordeiro, do Saúde Criança, organização que trabalha no Rio de Janeiro com famílias de crianças em risco social, provenientes de unidades públicas de saúde.

Para Lilian Prado, da ONG “Acreditar”, que atua com microcrédito em Pernambuco, o programa foi importante para ressaltar a importância das pessoas na implementação das iniciativas. “Aprendi que a melhor forma de definir novos produtos e serviços é usando a empatia e ouvindo o público-alvo antes de tudo. Por meio da metodologia do design thinking ampliamos o olhar e compreendemos que nosso trabalho em educação financeira não é apenas um novo serviço, mas uma mudança real na vida as pessoas”, afirma.

O Grow2Impact é uma iniciativa precursora da Ashoka no mundo. A organização, presente no Brasil há mais de 30 anos, e em outros 90 países, é pioneira global no campo do empreendedorismo social. A Ashoka trabalha em rede com mais de três mil empreendedores sociais no mundo, sendo 379 deles no Brasil.

O Programa já contou com a participação de 22 organizações sociais de 11 estados brasileiros, capacitou diretamente 75 líderes e gestores e indiretamente 140 membros dessas organizações.

Conheça 7 inovações sociais que podem mudar o mundo
De aplicativo para avaliação de serviços públicos no sul da Bahia, promoção do microcrédito para jovens mulheres empreendedoras a um filtro de água UV no sertão de Pernambuco, o programa traz resultados concretos de modelagem de negócios 2.5. Veja a seguir os projetos apresentados na terceira edição do programa Grow2Impact.

Plataforma online “Mais Ilhéus”
Monitoramento social e promoção do acesso a serviços públicos com informação qualificada e transparência. A plataforma online é também um canal de comunicação aberto para receber avaliação dos serviços prestados. O projeto foi apresentado pela baiana Maria do Socorro Mendonça, do Instituto Nossa Ilhéus (Ilhéus/BA), que atua na educação para cidadania.

Filtro ultravioleta Serta
Um mecanismo simples, portátil e barato, com baixo consumo de energia, que tem como objetivo o tratamento e a purificação da água. Foi cocriado pelo nordestino Sebastião Alves, da ONG Serta – Serviço de Tecnologia Alternativa, como uma das soluções para os entraves do acesso à água potável no semiárido.

Aplicativo Família Saudável, Planeta Sustentável
Aplicativo desenvolvido para aumentar escala do projeto Saúde Criança. Cocriado por Vera Cordeiro, o foco está nas famílias de crianças com doenças crônicas, provenientes de unidades públicas de saúde, em situação de vulnerabilidade para recuperação integral.

Educação Financeira
Lilian Prado é fundadora da ONG “Acreditar” (Glória do Goitá/PE) que atua em consultoria financeira com cursos e microcrédito. A orientação ajuda no combate à pobreza, endividamento e estimula projetos de jovens e mulheres empreendedores na gestão de seus negócios em micro e pequenas empresas.

Inclusão social via app
A mineira Erika Foreaux, do Instituto Noisinho da Silva (Belo Horizonte/ MG), desenvolve soluções em design de produtos para garantir oportunidades igualitárias a crianças e jovens com deficiência. Além dos problemas de acessibilidade, o app OPEN “O Prazer é Nosso” visa promover a inclusão social destes jovens impulsionando um movimento voltado para ocupação de espaços de lazer.

Movere + Saúde
O Instituto Movere (São Paulo/SP) atua na prevenção e tratamento da obesidade em crianças e adolescentes de baixa renda. A proposta do projeto de Vera Barbosa é disseminar o conhecimento sobre alimentação saudável, de forma prática e acessível para todos. O aplicativo Movere + Saúde conecta consumidor com vendedor e dá dicas de saúde, exercícios, receitas e muito mais.

Calendário interativo
O Kambôas, projeto socioambiental de Jerônimo Villas-Bôas, trabalha com o fortalecimento da cadeia produtiva da melipolinicultura, criação de abelhas nativas sem ferrão, e recuperação de áreas degradadas, em Aracruz (ES). O Calendário interativo organiza as atividades de manejo compatibilizando o ofício de produzir mel com outras atividades de subsistência de comunidades indígenas da região.

Baixe aqui publicação com mais detalhes sobre os negócios.

Deixe um comentário

Seu email não será publicado.