Notícias

Notícias

guia-força-tarefa-final

Guia orienta gestores municipais sobre negócios de impacto

Por que gestores municipais devem prestar atenção aos negócios de impacto? Essa foi a motivação-chave que conduziu a elaboração do guia Gestores municipais compram soluções de negócios de impacto, lançado em novembro pela Força Tarefa de Finanças Sociais (FTFS). O texto está disponível para download e aberto a contribuições.

O guia foi realizado em parceria com a Oficina Municipal, escola de cidadania e gestão pública voltada à municipalidade, com a preocupação de informar, apoiar e conectar gestores municipais com as organizações de impacto e mobilizá-los para parcerias concretas. O conteúdo foi criado a partir de reflexões e sugestões obtidas em dois workshops que reuniram prefeitos, secretários municipais, técnicos, especialistas em gestão pública, aceleradoras e incubadoras e empreendedores. Foram realizadas também entrevistas com empreendedores e organizações que atuam com o setor público, como CIEB (Centro de Inovação para a Educação Brasileira), Sebrae e Deloitte.

Uma das 15 recomendações feitas pela FTFS em documento divulgado em outubro de 2015, apontava os negócios de impacto como solução inovadora, efetiva e complementar às políticas públicas. “A gestão pública municipal tem desafios no atendimento à população e na gestão de processos internos. Há modelos de negócio que podem ser contratados para apoiar a resolução dessas questões. A experiência global tem mostrado que os negócios de impacto representam uma oportunidade de mudar a forma de fazer negócio e resolver problemas sociais. Então por que não direcionar a energia empreendedora e criativa para melhorar o mundo?”, pergunta Diogo Quitério, gestor de programas do ICE e um dos responsáveis pela elaboração do guia.

Além da definição do conceito de Negócio de Impacto e as soluções que eles podem proporcionar, o guia analisa o papel do governo, apresenta casos bem-sucedidos, orienta sobre oportunidades, entraves e legislações e traz referências para ampliar o repertório sobre o tema e a experiência do Pitch Gov.SP.

“Os negócios de impacto podem colaborar para aumentar a efetividade dos serviços melhorando as políticas públicas. Para isto precisam ser conhecidos pelos gestores municipais. O Guia faz um convite para que os gestores municipais conheçam os negócios de impacto e identifiquem formas de levar essas soluções para sua localidade”, explica José Mario Brasiliense Carneiro, diretor-presidente da Oficina Municipal.

Vale destacar que o engajamento de governos (em todas as suas instâncias), é um fator chave para alavancar os negócios de impacto, a partir do entendimento e atuação estruturada em torno de três papéis:

  1. Como Comprador de produtos e serviços provenientes de Negócios de Impacto;
  2. Como Regulador: buscando um ambiente legal favorável à alocação de capital em investimentos que tenham impacto socioambiental, parcerias público-privadas de impacto, proteção a investidores, etc;
  3. Como Fomentador: promovendo o empreendedorismo social, aceleração e incubação de negócios e avaliação de impacto.

O Guia tem o objetivo de na mobilizar os gestores públicos municipais para que assumam seu papel de comprador de Negócios de Impacto.



ICE – Instituto de Cidadania Empresarial