Notícias

Notícias

Conheça o time de associados do ICE

Empresários, investidores e filantropos somam experiências e recursos em prol do impacto social e ambiental.

Há mais de 20 anos, o ICE vem atuando na articulação e fomento de soluções inovadoras capazes de gerar impacto social positivo, duradouro e de grande alcance a fim de promover a inclusão social e a redução da pobreza no país.

Ao longo dessa trajetória, elegeu diferentes temáticas como foco de trabalho, sempre em colaboração com diversos atores sociais. Um elemento em sua atuação, no entanto, tem sido constante: seus associados.

Desde 2014, o Instituto está dedicado ao fortalecimento do ecossistema de Investimentos e Negócios de Impacto no Brasil. Um campo novo e uma agenda mobilizadora que engaja sua base fundadora e uma nova geração de associados em um movimento global pelo impacto positivo. São empresários, investidores e filantropos que se identificam com a causa e querem atrelar  seus investimentos pessoais e corporativos e sua atuação filantrópica à solução de problemas sociais e ambientais por meio de modelos de negócio que combinam propósito e resultados financeiros.

Durante a assembleia anual do ICE, realizada no dia 9 de dezembro, 13 novos associados passaram a integrar o grupo, hoje formado por 66 pessoas. Juntos, combinam dinamismo, experiência, recursos e trajetórias em diferentes mercados para somar e contribuir com o esforço de articulação do campo de investimentos e negócios de impacto no Brasil.

Perspectivas diferentes e complementares

A nova geração de associados começou a se aproximar do ICE a partir de 2013, quando o grupo de  17 fundadores passou a buscar novos pares com o intuito de trazer outras perspectivas para a governança e atuação do Instituto, buscando também diversidade e complementaridade  de perfis. Dessa forma, tem atraído filhos e filhas de associados fundadores, representantes de outras famílias empresárias e investidores que têm o desejo de se envolver com o ecossistema de impacto.

“A nova geração é fundamental para o futuro do ICE. São pessoas bastante interessadas, engajadas e competentes com muito potencial para incidir sobre um novo mundo onde o impacto ganha cada vez mais centralidade”, afirma Tito Enrique da Silva Neto, associado fundador e conselheiro do ICE.

Isabela Pascoal Becker, associada da nova geração e recém chegada ao Conselho Deliberativo do ICE, celebra essa diversidade. “Essa troca entre gerações tem sido muito interessante e no Conselho Deliberativo eu posso observar as experiências, a visão e o propósito embutidos no olhar de quem fundou o ICE. Acho fundamental entender o passado para construir o futuro e isso é justamente o que esse ‘casamento’ propicia.”

Papéis e contribuições

Do ponto de vista financeiro, o aporte anual dos associados, na forma de cotas associativas, pode checar a 30% do orçamento anual total. No entanto, as responsabilidades e contribuições dos associados não se limitam à dimensão financeira. Eles também participam de instâncias de definição de estratégia e de tomada de decisão na instituição. Uma das instâncias é o  Conselho Deliberativo, do qual participam atualmente 12 associados.

Outra possibilidade, para atuar mais diretamente nos programas, é integrar grupos de trabalho junto com a equipe técnica para discussão e desenho estratégico de iniciativas. A participação em encontros temáticos para troca de experiências e formação, além da representação institucional em eventos do campo, são outras formas de engajamento na agenda do ICE.

Além disso, os associados são estimulados a direcionar seus investimentos para fundos e produtos de impacto, de acordo com uma das 15 recomendações da Aliança pelo Impacto para desenvolvimento do setor no país.

Os 16 negócios de impacto apoiados pela Chamada ICE-BID também apresentam oportunidades de co-investimento direto. Em 2018, em parceria com a Impactix, o ICE criou a iniciativa FORImpact – Family Offices de Impacto, que reúne 12 famílias numa jornada de aprendizagem com co-investimento de R$ 1,2 milhões em seis negócios desse portfólio. Nove famílias participantes do grupo são de associados do ICE.

Para Isabela, o Instituto ganha ao conseguir cuidar da dimensão institucional sem engessar a dinâmica do dia a dia na relação com seus associados. Ela ainda ressalta o saldo positivo de um trabalho fundamentalmente colaborativo. “Em aliança com outras instituições do campo, o ICE tem construído conhecimento e credibilidade, se tornando uma referência que soma e fortalece todo o ecossistema de impacto.”

Conheça o conjunto associados e como funciona a Governança do ICE clicando aqui.



ICE – Instituto de Cidadania Empresarial