Sem categoria

Publicações

Fundo Éditodos faz reunião de estruturação em São Paulo

Com a iniciativa de criar um fundo de investimentos de apoio a empreendedores sociais atuantes na base da pirâmide, aconteceu nos dias 16 e 17 de fevereiro, em São Paulo, um workshop de estruturação do Fundo Éditodos.

O protótipo do fundo surgiu em 2017, na segunda edição do Laboratório de Inovação em Finanças Sociais, que é uma iniciativa da Força Tarefa de Finanças Sociais do ICE.

O evento foi ministrado pela Sitawi. Debora Souza, Analista de Programas do ICE, participou como ouvinte. Para ela, a existência desse tipo de iniciativa é muito importante: “empreendedores da base são os que causam maior impacto e, muitas vezes, também são os que precisam de mais ajuda de intermediários”.

O fundo conta com 12 organizações de cinco estados. Entre estas, há a Feira Cultural Preta, fundada por Adriana Barbosa, que também destacou a necessidade da criação do fundo. “Nosso objetivo é desenhar uma estratégia de um fundo que privilegie a descentralização de recursos do ecossistema de impacto”, afirmou Adriana, em entrevista a Sitawi.

O Fundo Éditodos, que atualmente está em uma fase de captação de recursos, será gerido pela Sitawi. O plano é iniciar suas atividades de oferta de empréstimos socioambientais para empreendedores sociais que tenham iniciativas voltadas para as classes CDE na segunda metade de 2018. Assim, a intenção é a de fortalecer essas iniciativas.

Dentre as organizações participantes estão: a Banca, Empreende Aí, Agência Solano, Vale do Dendê, Conta Black, FA.VELA, Grana Preta, Black Rocks, Latinidades e Universidade da Correria. O encontro contou com o apoio do Instituto Cidadania Empresarial – ICE, que viabilizou o recurso necessário para a ida dos empreendedores sociais do Rio de Janeiro, da Bahia, de Belo Horizonte e do Distrito Federal.



ICE – Instituto de Cidadania Empresarial