Notícias

Notícias

Chamada Elos de Impacto – saiba mais sobre os projetos apoiados

ATUALIZADO EM 14/8/2020

Até o momento, um total de R$ 150 mil foi doado para iniciativas de incubadoras e aceleradoras e outras organizações intermediárias selecionadas pela Chamada Elos de Impacto realizada pelo ICE com apoio do Fundo Vale. Projeto serão implementados até dezembro deste ano. 

As propostas apoiadas pela Chamada Elos de Impacto Incubação & Aceleração vão possibilitar ações de organizações intermediárias para fortalecer e expandir o apoio a empreendimentos rurais em mais estados do semiárido brasileiro; incubar soluções voltadas à mitigação dos efeitos das mudanças climáticas; criar uma plataforma de capacitação para novos empreendedores e empresas na região nordeste; elaborar critérios de avaliação de negócios de impacto e atualizar ferramentas de gestão em uma incubadora no Acre; e criar uma jornada de aprendizados sobre gestão de projetos com experiências de negócios de impacto.

A chamada faz parte da iniciativa homônima, criada pelo Instituto de Cidadania Empresarial (ICE) para responder aos efeitos da pandemia de Covid-19 sobre o ecossistema de investimentos e negócios de impacto. Com apoio do Fundo Vale, o edital teve como objetivo apoiar organizações intermediárias – incubadoras, aceleradoras, iniciativas de apoio ao empreendedor, parques tecnológicos ou universidades – a manter, fortalecer ou incorporar a agenda de negócios de impacto neste cenário desafiador imposto pela crise, para que possam fazer parte da recuperação econômica no pós-pandemia.

Lançada no mês de junho, a chamada recebeu 53 inscrições de diferentes regiões do país. Foram selecionadas seis propostas. O total de R$ 150 mil foi doado para as organizações, que  implementarão os projetos até dezembro deste ano.

Seleção 

O edital foi organizado em duas categorias. Em fortalecimento institucional da organização estavam previstos projetos com o objetivo de fortalecer capacidades de gestão institucional e técnicas para o atendimento a empreendedores. A segunda categoria buscava iniciativas que preveem o desenvolvimento de instrumentos, ferramentas, metodologias e ações específicas para apoio a negócios de impacto.

Uma seleção prévia foi realizada por membros da equipe do ICE, enquanto a seleção final foi conduzida por um comitê externo composto por Juliana Vilhena (Fundo Vale), Laura Motta (Mercado Livre), Fábio Deboni (Institute Sabin), Daniela Arantes (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social – BNDES), Guilherme Calheiros (Associação Nacional de Entidades Promotoras de Empreendimentos Inovadores – Anprotec) e Devam Bhaskar (Instituto Alok).

O grupo utilizou como critérios o grau de alinhamento com a temática de negócios de impacto, resultados esperados com a iniciativa e a viabilidade da proposta. A colaboração entre diferentes atores para realização do projeto foi um diferencial considerado na avaliação. No total, oito organizações estão envolvidas nas cinco propostas contratadas até o momento.

Confira os projetos selecionados e resultados esperados pelos proponentes

SISTEMA B

Região: Salvador, BA

Projeto: Caminho +B PME

Objetivo: O Caminho +B PME é um programa de mediação do impacto social e ambiental com base na ferramenta de impacto B rumo a uma economia mais inclusiva e sustentável. Por meio deste projeto, a organização irá implementar o a metodologia com negócios de impacto na cidade de Salvador e contribuir para o fortalecimento do ecossistema local com adaptação da metodologia ao contexto da região.

“O grande diferencial  de nosso projeto é deixar o movimento B cada vez mais espalhado pelo Brasil. Fazer um programa direcionado a negócios de impacto na Bahia tem todo um peso e relevância para nossa estratégia e para o impacto/propósito que temos para o movimento. Graças a chamada vamos tirar do plano esse papel que já temos engatilhado há muito tempo com parceiros locais da comunidade B na Bahia.” –  Pedro Telles, Sistema B

Incubadora de Empreendimentos de Base (Incubac)/IFAC

Região: Rio Branco – Acre

Projeto: elaboração de critérios de avaliação de negócios de impacto e atualização do sistema de gestão da incubadora para a inclusão de critérios relacionados a impactos sociais e/ou ambientais.

Objetivo: Protocolos e critérios, assim como um sistema de avaliação atualizado, apoiarão a seleção e o acompanhamento de empreendimentos de impacto na incubadora mista do Instituto Federal do Acre, estado que tem potencial para ampliar sua conexão com o ecossistema de investimentos e negócios de impacto.

“Foi muito gratificante saber da seleção na chamada Elos de Impacto, pois nos mostrou que estamos no caminho certo quanto as ações que temos implementado relacionados a temática de negócios de impacto em nossa região amazônica. Acreditamos que o projeto poderá ajudar na seleção e acompanhamento dos empreendimentos incubados que propõem algum tipo de impacto social ou ambiental.” Reinaldo Maia Siqueira, INCUBAC/IFAC

Incubadora de Agronegócios das Cooperativas, Organizações Comunitárias, Associações e Assentamentos Rurais do Semiárido da Paraíba – IACOC

Região: Campina Grande – Paraíba

Projeto: Programa de Desenvolvimento de Empreendimentos Rurais do Semiárido

Objetivo: fortalecer e expandir o apoio a empreendimentos rurais que geram impacto positivo no semiárido brasileiro: Paraíba, Ceará, Rio Grande do Norte e Pernambuco. O programa terá como público-alvo empreendedores rurais que enfrentam dificuldades, principalmente na comercialização dos seus produtos em decorrência da pandemia.

“Com o projeto, esperamos sensibilizar os empreendedores na temática de negócios de impacto e estimulá-los a mensurar os impactos sociais e ambientais gerados. A partir disso, pretendemos identificar o potencial dos empreendimentos e conceder acesso a conhecimentos teóricos e práticos, visando a resolução de problemas e melhoria da qualidade do empreendimento e agregação de valor aos produtos comercializados, além de possibilitar processos de gestão eficazes, tornando os empreendimentos rurais visíveis frente ao mercado da produção agroindustrial da região. O reconhecimento pela Chamada Elos de Impacto é de grande valia para o fortalecimento das ações que promovem o desenvolvimento inclusivo de empreendimentos rurais no semiárido brasileiro e engrandece o elo que a IACOC representa, nos estimulando a irmos além e realizar mais parcerias para avançarmos na agenda de negócios de impacto por meio do fortalecimento institucional.”  – Mônica Tejo Cavalcanti, IACOC

Impact Hub Curitiba 

Região: Curitiba – Paraná

Projeto: ClimaLab

Objetivo: o ClimaLab, programa de incubação de soluções voltadas para mitigação dos efeitos das mudanças climáticas, tem como objetivo desenvolver as propostas vencedoras do Climathon Curitiba, edição local do hackathon global. Com o apoio da chamada, pretende-se desenvolver entre seis a dez soluções apresentadas no Climathon de Curitiba, cidade reconhecida por suas ações voltadas à sustentabilidade.

“No mundo todo, a proposta do Climathon é criar ecossistemas locais interligados de inovação e empreendedorismo voltados às soluções para os problemas gerados pelas mudanças climáticas. Para isso, é preciso ter espaços para geração de ideias, como o global hackathon, e também para o desenvolvimento daquelas com mais potencial. Daí vem a grande necessidade de termos um lab que apoie o desenvolvimento sustentável dessas soluções. Ter o projeto de um lab de inovação em mudanças climáticas referência no Brasil reconhecido pelo ICE, com toda a representatividade que a organização tem, mostra que estamos no caminho certo em relação ao impacto que queremos gerar. É muito motivador termos sido escolhidos em meio a tantos projetos que se candidataram para receber o apoio.” – Rulian Maftum, Impact Hub Curitiba

Impacta Nordeste

Região: Natal – Rio Grande do Norte

Projeto: Plataforma Norquest – Jornadas de Impacto

Objetivo: criação de uma plataforma de cursos online de pré-incubação e aceleração com o objetivo de fortalecer os intermediários da região (consultores, consultorias, produtores de conteúdos úteis aos empreendedores), capacitar de forma prática, ágil e acessível os novos empreendedores, além de diversificar a monetização do Impacta Nordeste e reduzir a dependência de parcerias estratégicas.

“Durante a 1ª Chamada Impacta Nordeste de Negócios Socioambientais, pudemos levantar diversos dados relevantes sobre os empreendedores e negócios de impacto do Nordeste, como o fato de que 45% estão buscando incubação/pré-incubação e ainda não conseguiram. Queremos auxiliar esses e outros empreendedores que querem empreender com propósito. Com o uso cada vez mais intenso da tecnologia e de ferramentas digitais para capacitação e educação, a nossa plataforma ajudará esses empreendedores que possuem dificuldade em acessar programas de incubação tradicional, oferecendo uma trilha de incubação online, construída em conjunto com outros parceiros da região. Termos sido selecionados pela Chamada Elos de Impacto é um reconhecimento importante dentro do ecossistema nacional. O Impacta Nordeste está trabalhando para se consolidar como uma plataforma de capacitação e fomento ao crescente ecossistema regional e ter o apoio do ICE e demais parceiros nessa caminhada agregará muito à nossa proposta e nos ajudará a impactar ainda mais empreendedores.” – Marcello Santo, Impacta Nordeste

Rede Tekoha

Região: São Paulo – São Paulo

Projeto: Criação de uma turma especial gratuita da Jornada PQPS (Perguntas e Questionamentos sobre Projetos Socioambientais)

Objetivo: A PQPS é uma jornada de aprendizados sobre gestão de projetos voltados à geração de impacto socioambiental. A Jornada vai disponibilizar ao ecossistema de negócios de impacto uma biblioteca inédita de casos e possíveis soluções em gestão de projetos em negócios sociais que será construída pela Tekoha a partir da troca de experiências vividas pelos gestores que participarão das atividades que serão ofertadas gratuitamente.

“Vemos muitos gestores de negócios sociais tecnicamente bem preparados, mas com muitos questionamentos sobre como conduzir e gerir os projetos pelos quais são responsáveis. Além da formação técnica, entendemos que há outros aspectos importantes em profissionais que gerenciam projetos e em gestores que se destacam na sua atuação, como ampla gama de experiência prática, vasto repertório crítico sobre os problemas socioambientais e hábito de revisar rotineiramente seus comportamentos passados. A PQPS promoverá um espaço de trocas sobre gestão de projetos em negócios sociais, que permitirá a busca por respostas específicas sobre as perguntas e questionamentos de gestores de projetos executados por esses negócios. O reconhecimento da jornada pela iniciativa Elos de Impacto agrega a chancela técnica de uma das organização mais relevantes do campo a uma iniciativa desenhada com praticamente nenhum recurso. O curso poderá ser ofertado gratuitamente graças ao financiamento da chamada e o reconhecimento aumenta a visibilidade e as possibilidades de acesso para os casos que serão produto da metodologia da formação. Nossa premissa é que permitir acesso livre aos casos, por meio de uma biblioteca digital, pode colaborar para a melhoria da gestão dos seus próprios negócios sociais.” – Andressa Trivelli, Rede Tekoha

ATUALIZADO EM 14/8/2020

 



ICE – Instituto de Cidadania Empresarial