Notícias

Notícias

Capa notícia Guia FORImpact 2020

Guia FORImpact quer inspirar investimentos de impacto por famílias de alta renda

Iniciativa oportunizou diálogo com investidores de impacto, vivência de investimento conjunto e articulação de uma rede de Family Offices.

De acordo com o Monitor das Doações, iniciativa da Associação Brasileira de Captadores de Recursos (ABCR) criada para monitorar as doações durante a pandemia de Covid-19 no Brasil, do montante de R$ 6.482 bilhões doados, 5% veio de famílias e indivíduos, o que equivale a mais de R$ 340 milhões.

Entendendo essa potência de resposta a desafios e questões sociais e ambientais, ainda em 2015, a Aliança pelos Investimentos e Negócios de Impacto (à época Força Tarefa de Finanças Sociais) incluiu, entre suas 15 recomendações para fortalecer o campo, a ideia de que famílias de alta renda e seus respectivos Family Offices pudessem direcionar de 1% a 3% de seus investimentos para fundos ou produtos de impacto social.

Desde então, ICE e Aliança pelo Impacto têm desenvolvido conhecimento e estratégias para aumentar a compreensão dessas famílias sobre o ecossistema de impacto. A publicação FORImpact – Um Guia para Famílias e Family Offices sobre Investimentos de Impacto Socioambiental  sistematiza os aprendizados e achados da iniciativa criada em 2018 pelo ICE e Impactix para incentivar famílias a alocar recursos na área.

A experiência que inspirou o Guia

O FORImpact contou com a participação de membros de doze famílias de alta renda e representantes de seus Familly Offices. Cada família aportou R$ 100 mil para que, juntas, pudessem coinvestir em seis empreendimentos dos setores de educação, saúde, eficiência da gestão pública e ambiental com diferentes modelos de negócio (B2B, B2G, B2C).

O objetivo do grupo é que, ao longo de quatro anos, os investidores possam conhecer e entender com mais profundidade e proximidade o funcionamento de negócios em diferentes localizações e estágios de desenvolvimento. Um ano e meio após o início do projeto, tempo dedicado a análise, seleção, negociação, investimentos e monitoramento dos negócios, a experiência contabiliza alguns aprendizados a partir do diálogo com investidores que já têm uma trajetória no campo de negócios de impacto e puderam compartilhar seus acertos, erros e motivações; da vivência de investir em um negócio em conjunto, dividindo com outros atores o risco e as dúvidas; do fortalecimento da rede de famílias; e da possibilidade de vivenciar essa experiência em um ambiente seguro para compartilhar ideias.

Para Renata Brunetti, membro de uma das famílias participantes do FORImpact, o programa é uma das mais efetivas e relevantes oportunidades para ajudar famílias que desejam alinhar investimentos a propósitos. “Foram trocas seguras e profundas sobre as preocupações que cercam as tomadas de decisão acerca dos investimentos das famílias, de seus Family Offices e dos empreendedores sociais investidos.”

Passo a passo

Com linguagem acessível e objetiva, o Guia apresenta a definição de negócios de impacto como aqueles que unem a preocupação com um modelo de sustentabilidade econômica do empreendimento, a capacidade de gerar retornos financeiros e, ao mesmo tempo, a intenção central de gerar impacto positivo. Também tem espaço na publicação a variação entre os diversos tipos de investimento – que vão desde o interesse apenas financeiro, passando pelo investimento responsável, sustentável, de impacto e exclusivamente focado em impacto -, e a análise do momento atual do ecossistema brasileiro de negócios de impacto e as necessidades de financiamento.

Para dividir, de forma didática, esse conhecimento com outros possíveis investidores de impacto, o Guia busca facilitar a análise de oportunidades e a criação de estratégias. A cada capítulo, Fichas Técnicas endereçam temas como, por exemplo, Como saber se estou olhando para um negócio de impacto? e Migração de Portfólio para Investimentos de Impacto.

O capítulo 3, por exemplo, intitulado “Como Investir? Etapas para uma Jornada de Investimento de Impacto Efetiva”, apresenta seis passos para iniciar um investimento, que passam por definir uma tese de investimento e objetivos, selecionar negócios de impacto no seu escopo e negociar e acompanhar os investimentos. O capítulo é seguido de Fichas Técnicas com “Exercício de apoio à construção de tese de investimento de impacto”, “A teoria de mudança como ferramenta de análise estratégica do investidor”, “Os mecanismos de investimento em negócios de impacto mais utilizados no cenário atual brasileiro e suas estruturas básicas” e “A avaliação e monitoramento de impacto – Perguntas e respostas”.

Nova jornada de aprendizado

Para fevereiro de 2021, o ICE, em parceria com Impactix e The Impact, planeja o início de nova jornada com seus associados, suas famílias e gestores de seus Family Offices. Intitulada Jornada Portfólio: Migração para impacto, a iniciativa tem como objetivos construir uma visão de Portfólio com Impacto, considerando várias classes de ativos (Impact investing e ESG); suportar o desenvolvimento de teses de investimentos pelas famílias e  compartilhar melhores práticas de famílias que já realizaram a migração no Brasil e no exterior.

A nova jornada terá duração até dezembro de 2021. Estão previstos nove encontros e a mentoria do austríaco Charly Kleissner, que fez carreira e fortuna no Vale do Silício, nos Estados Unidos, e migrou todos seus investimentos para impacto ao longo dos últimos 10 anos.



ICE – Instituto de Cidadania Empresarial