Notícias

Notícias

Sexta edição do Prêmio Academia ICE tem inscrições abertas 

Reconhecimento e premiação em dinheiro incentiva estudantes de Graduação, Mestrado e Doutorado a pesquisar  sobre investimentos e negócios de impacto.  

Criado em 2014 para Incentivar e reconhecer trabalhos acadêmicos sobre finanças sociais e negócios de impacto, o Prêmio ICE em sua sexta edição passa a chamar Prêmio Academia ICE. Como parte das Iniciativas do Programa Academia do Instituto de Cidadania Empresarial (ICE), com a parceria estratégica do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) por meio do BID Lab, a premiação mobiliza estudantes de Graduação e Pós-Graduação em torno da pesquisa científica e da produção de conhecimento sobre investimentos e negócios de impacto. 

A premiação está aberta a trabalhos de Graduação, Mestrado e Doutorado realizados por alunos formados ou recém-formados em qualquer curso de Instituições de Ensino Superior brasileiras reconhecidas pelo Ministério da Educação (MEC). Podem participar da seleção trabalhos aprovados e escritos em língua portuguesa, realizados individualmente ou em coautoria. Em cada categoria, serão escolhidos primeiro e segundo colocados, que recebem prêmios financeiros. Os prêmios são destinados aos alunos e aos professores orientadores.

Os valores recebidos funcionam como bolsas, uma vez que tanto os autores dos trabalhos quanto orientadores devem investir em atividades de formação acadêmica ou profissional. Na categoria Graduação, os prêmios têm valor de R$ 3 mil e R$ 1.500,00 para primeiro e segundo lugar, respectivamente. Na categoria Mestrado, os valores são de R$ 6 mil e R$ 3 mil. A tese de Doutorado reconhecida com o 1º lugar da categoria receberá R$ 8 mil, enquanto o segundo lugar receberá R$ 4 mil.

Prêmio Academia ICE estimula talentos no ecossistema de impacto

Carlos Eduardo Gonçalves, vencedor da categoria Mestrado da 4ª edição do Prêmio (2017), teve seu primeiro contato com o tema de negócios e investimentos de impacto durante seu Mestrado, o que fez com que mudasse a direção de sua dissertação. O advogado usou o recurso para custear um curso no Insper sobre Venture Capital e Private Equity. Segundo ele, no curso pode observar as reflexões de gestores de fundos sobre o propósito dos investimentos.

Hoje, como diretor jurídico e de pessoas de uma fintech que oferece crédito com garantia de imóvel de forma descomplicado e com juros menores para pessoas que têm imóvel próprio,  Carlos Eduardo acredita que profissionais do Direito podem contribuir com o campo de impacto oferecendo um olhar estratégico às relações e contratos empresariais. “Também é possível contribuir com o debate com o governo para pensar em melhorias no marco legal brasileiro relacionado a empreendedorismo, de modo a construir uma legislação menos burocrática e mais amigável à criação de novos negócios.” comenta ele, que participa do comitê organizador do Impacta Maringá, evento sobre negócios de impacto que ocorrerá em Maringá-PR no mês de agosto.

A professora Rosa Maria Fischer, orientadora de Carlos Eduardo, optou por utilizar o recurso recebido com a premiação para promover um evento de aprendizado compartilhado com atores do campo sobre gestão de pessoas em negócios de impacto. “Nem sempre os conhecimentos e técnicas consagrados de Administração oferecem soluções satisfatórias e procedimentos eficazes para as necessidades de empreendimentos socioambientais, e podem ser  até mesmo inadequados ou conflitantes com novos modelos de gestão que pretendem gerar impacto positivo”, explica a professora. A roda de conversa promovida na FEA-USP buscou articular diálogos e reflexões entre os ambientes da academia e da prática e, dessa forma, discutir soluções e práticas que levem em conta o hibridismo desses modelos de negócios. Para a professora, a iniciativa do ICE de premiar dissertações e teses estimula novos pesquisadores e contribui com a qualidade da produção acadêmica ao incentivar a pesquisa em temas muito novos e inovadores.

A professora Patrícia Mendonça, orientadora de Nathalia Gomes que ficou com o primeiro lugar na categoria Graduação em 2017, usou o recurso do prêmio para custear parte dos gastos de sua participação na conferência International Society for Third Sector Research (ISTR), que aconteceu em julho de 2018, em Amsterdã, na Holanda. “Essa é uma das conferências mais tradicionais que reúne interessados sobre temáticas ligadas a sociedade civil, terceiros setor e, crescentemente, sobre negócios de impacto social. O prêmio foi, sem dúvida, um apoio fundamental para viabilizar minha participação.” conta. 

Segundo a professora Patrícia, o Prêmio Academia ICE é um estímulo para que mais estudantes conheçam o campo dos negócios de impacto, e para a divulgação dos trabalhos daqueles que já estão pesquisando o tema.   

Na última edição, Rodrigo Luiz da Silva se tornou o primeiro veterano do Prêmio Academia ICE: autor da dissertação que levou o 2º lugar da categoria Mestrado em 2016, ele ficou com o 1º lugar da categoria de Doutorado em 2018. O administrador reforça a importância do reconhecimento e do prêmio financeiro para sua trajetória e qualificação profissional. 

“Receber o prêmio na edição de 2016 com meu trabalho de Mestrado me deu muita força e motivação a continuar estudando sobre negócios de impacto. Foi importante para abrir portas com professores e pesquisadores na Academia e com empreendedores também, facilitando minha pesquisa de Doutorado.” conta Rodrigo.

O recurso do primeiro Prêmio foi usado para comprar uma passagem para a Inglaterra, onde realizou parte de sua pesquisa de Doutorado. O valor do segundo Prêmio, por sua vez, será utilizado para custear sua participação em um congresso brasileiro, no qual apresentará dois estudos relacionados ao tema de negócios de impacto social, e também para um curso de inglês, para que possa escrever artigos para divulgação internacional com mais agilidade. “Nosso país ainda tem pouca relevância em número de pesquisas acadêmicas publicadas em nível internacional sobre negócios de impacto social, principalmente quando comparado a países da Europa e da América do Norte. Minha intenção é poder contribuir com esse cenário, pois temos excelentes propostas inovadoras no campo dos negócios de impacto.” comenta ele. 

Inscrições 

Os interessados em participar do Prêmio Academia ICE devem consultar o regulamento e realizar a inscrição até 31 de março de 2020 no site do Prêmio. Além da ficha de inscrição e cópias digitais de documentos como RG e diploma, é necessário enviar um artigo científico produzido a partir do trabalho de conclusão da Graduação, Mestrado ou Doutorado. Os ganhadores da 6ª edição do Prêmio Academia ICE serão conhecidos em junho de 2020. Eventuais dúvidas devem ser enviadas para o e-mail premioice@ice.org.br.



ICE – Instituto de Cidadania Empresarial