Notícias

Notícias

Frutas

Movimento Coletivo lança edital de R$1,5 milhão para projetos de alimentação e nutrição

O Movimento Coletivo, plataforma de impacto social privado criada pela Coca-Cola Brasil, está lançando edital de Alimentação e Nutrição no valor total de R$ 1,5 milhão, a serem destinados a projetos de educação e conscientização nutricional, acesso à informação e acesso a alimentos saudáveis. O programa busca soluções transformadoras colaborativas para melhorar a nutrição dos brasileiros. As inscrições estão abertas até 17 de novembro no site cocacolabrasil.com.br/movimentocoletivo.

“A Coca-Cola Brasil possui iniciativas em diversas áreas com impacto social. O Movimento Coletivo nasceu do diálogo com representantes de diversos setores da sociedade, que nos ajudaram a perceber uma oportunidade de direcionar nossos investimentos de uma forma diferente e mais transparente, mais focada em ações relacionadas à educação nutricional em colaboração com empreendedores que já atuam na área”, conta Andrea Mota, diretora de Categorias da Coca-Cola Brasil.

O edital de Alimentação e Nutrição tem o objetivo de impulsionar iniciativas que fortaleçam ações educativas e de ampliar o acesso a informações nutricionais e à alimentação saudável. Podem se inscrever universidades, empresas, ONGs, empreendedores, startups e desenvolvedores de soluções.

“Vamos usar nosso conhecimento acadêmico sobre os desafios da boa alimentação e nossa experiência no atendimento a pacientes para dar oportunidade a projetos inovadores, que colaborem positivamente com o cenário nutricional do Brasil”, avalia Ricardo Catto, diretor-presidente do Centro de Recuperação e Educação Nutricional (CREN), que será responsável pela seleção das iniciativas. O CREN é referência internacional no tratamento da má-nutrição e em pesquisas científicas sobre o tema.

O Movimento Coletivo é uma plataforma de investimento em ações de impacto social nos temas que são prioridades tanto para a empresa como para o país. Lançado este ano, o programa já escolheu seis projetos, por meio do edital de Acesso à Água, com o objetivo de viabilizar soluções inovadoras para o acesso e tratamento de água para consumo.

Formado por profissionais renomados de diversos setores, o programa conta com um conselho independente externo, com caráter deliberativo, que vai estar envolvido em todas as etapas do processo de seleção. Os conselheiros são: Ana Carolina Quirino, da ONU Mulheres, Gisela Solymos do CREN (Centro de Recuperação e Educação Nutricional), Luciana Aguiar do PNUD-ONU (Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento), Daniel Izzo do Vox Capital, Heiko Hosomi Spitzeck da Fundação Dom Cabral, Celia Cruz do Instituto de Cidadania Empresarial e André Degenszajn do Instituto Ibirapitanga.

Mais informações: cocacolabrasil.com.br/movimentocoletivo



ICE – Instituto de Cidadania Empresarial