Notícias

Notícias

#retrospectivaICE: cinco resultados de impacto para o campo em 2018

  • Piloto com o Porto Digital e o TecnoPUC

O programa piloto desenvolvido pelo ICE em parceria com o Parque Tecnológico e Científico da PUC Rio Grande do Sul (TecnoPUC), em Porto Alegre, e com o Porto Digital, em Recife, busca fomentar e fortalecer a agenda de negócios de impacto dentro desses dois parques tecnológicos. Com apoio para implementação de ações concretas, os dois parques participaram de workshop com a Din4mo este ano para trabalhar conteúdos sobre negócios de impacto, e enviaram representantes ao Fórum de Finanças Sociais e Negócios de Impacto em São Paulo, no mês de junho.

No segundo semestre, os parques experimentaram a implementação de algumas ações. O Porto Digital realizou, com instituições parceiras, o Fórum Regional de Negócios de Impacto do Nordeste, em novembro último, que resultou na articulação de uma rede local batizada como CACTO (Coletivo de Impacto). Já o TecnoPUC avançou bastante na dimensão acadêmica e trabalhou com a Semente Negócios para adaptar seu processo de incubação às necessidades dos negócios de impacto.

  • 2 ª Chamada ICE-BID

A segunda Chamada ICE-BID surpreendeu pela qualidade dos inscritos e diversidade, com negócios na área de educação, saúde, inclusão profissional, agricultura, administração pública etc. De um total de 70 inscrições originais, nove negócios foram escolhidos, apresentados por quatro incubadoras/aceleradoras.

A Chamada é parte de compromisso firmado em 2017 pelas duas instituições para o fortalecimento do ecossistema de negócios sociais no país e está alinhado às recomendações da Aliança pelos Investimentos e Negócios de Impacto: ampliação da oferta de capital, o aumento do número de negócios de impacto, o fortalecimento das organizações intermediárias e a promoção de um macroambiente favorável.

A Chamada anterior, realizada em 2017, selecionou sete negócios. Somados aos nove deste ano, o portfólio ICE-BID é composto por 16 negócios de impacto, totalizando um volume de empréstimos de cerca de R$ 3 milhões. Conheça os négocios aqui.

  • FORImpact – Family Offices de Impacto

O grupo Family Offices de Impacto (FORImpact) foi criado em 2018, numa colaboração entre o ICE e a Impactix. A iniciativa reúne 12 famílias e seus family offices com o objetivo de co-investir em negócios de impacto e aprender as especificidade de um processo de fazer investimentos de impacto, como acompanhar as métricas de impacto e resultados financeiros, experimentando distintos mecanismos financeiros. Sua primeira ação, realizada de forma coletiva, é o aporte de R$ 1,2 milhão em seis negócios também selecionados pela Chamada ICE-BID.

Integram este grupo as famílias Baumgart, Brunetti Figueiredo, Camargo Nascimento, Castro Andrade, Galvani, Lara, Moraes, Pipponzi, Setubal, Souza Oliveira, Vidigal Gonçalves e Zaher.

  • Chamada Impulse com a Aliança pelo Impacto

Lançada pela Aliança pelos Investimentos e Negócios de Impacto em 2018, a Chamada Impulse recebeu 107 propostas e doou R$ 230 mil a seis organizações selecionadas por suas propostas para empreendedorismo de impacto na periferia; conexão de grandes empresas com a agenda de impacto; compras públicas de negócios de impacto; capital semente para fomento; e criação do Prêmio Jornalista de Impacto. As atividades serão concluídas até o final de 2019.

A Chamada, realizada em parceria com ICE, BID por meio do BID Lab, Instituto Vedacit, Itaú e Britisch Council, é uma oportunidade de reconhecer, apoiar e dar visibilidade para metodologias e organizações dispostas a resolver questões-chave para o avanço do campo.

Universidades, incubadoras e aceleradoras, consultorias e empreendedores de impacto, de organizações pequenas ou em estágio inicial, e também de organizações consolidadas, estavam entre os proponentes. Mais de 60% das propostas tinham uma organização correalizadora, o que é considerado um indicador positivo de colaboração entre atores do ecossistema e da existência de uma rede.

  • Programa Academia conecta sua Rede à AshokaU

Em 2018, o Programa Academia ampliou a conexão da Rede de Professores a experiências internacionais relevantes no campo do empreendedorismo social. Duas ações foram realizadas para aproximá-la de iniciativas da AshokaU – braço da Ashoka que há 10 anos atua para que faculdades e universidades sejam agentes de mudança, implementando estratégias institucionais para a promoção do engajamento de estudantes e acadêmicos na construção de um mundo melhor.

A convite do ICE, os professores Márcio Wacked, da Universidade Católica de Pernambuco (UNICAP),  e Geraldo Campos (Universidade do Sul de Santa Catarina – Unisul) participaram do Ashoka Exchange – encontro anual internacional, que reuniu 800 participantes em Boston/EUA neste ano.

Outra frente da Ashoka U, o programa de formação online Ashoka Commons contou com a participação de equipes da Universidade Católica de Pernambuco (UNICAP) e da PUC do Rio Grande do Sul (PUC-RS), apoiadas pelo ICE. Compartilhando a turma com participantes de outras duas escolas latino americanas, os profissionais brasileiros desenharam seus planos de ação para fortalecer as temáticas de empreendedorismo social e negócios de impacto nos campi onde atuam a partir de 2019. A PUC-RS propôs a criação de uma nova certificação em Empreendedorismo e Negócios de Impacto, que reunirá quatro disciplinas abertas a alunos de graduação e pós-graduação. A UNICAP propôs a realização de um Seminário de Inovação Social que conecte tudo o que a universidade já faz em relação ao tema, em linguagem simples, dialogando com todos os cursos de modo transversal. Também vai lançar um desafio convidando professores apresentam propostas de como desenvolver ainda mais a temática na universidade.

 



ICE – Instituto de Cidadania Empresarial