Notícias

Notícias

ICE e BID anunciam investimento de R$ 9,3 milhões em negócios de impacto social

O Instituto de Cidadania Empresarial (ICE) e o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) vão investir R$ 9,3 milhões no fortalecimento do ambiente de negócios de impacto social no Brasil. A parceria estratégica foi formalizada em evento realizado no dia 21 de fevereiro, em São Paulo (SP), com a presença de Hugo Flórez Timoran, representante do BID no Brasil, de integrantes da Força Tarefa de Finanças Sociais (FTFS), do ICE e de organizações que integram o ecossistema. Durante o encontro foi anunciada também a chamada ICE-BID de Financiamento Semente para Negócios de Impacto Socioambiental.

Do total de R$ 9,3 milhões, o aporte do BID será de R$ 4,5 milhões e virá do Fundo Multilateral de Investimentos (FUMIN), que é um dos maiores investidores da América Latina em microfinanças e fundos de capital de risco para pequenas empresas. Em contrapartida, o ICE investirá R$ 4,8 milhões no projeto, que será desenvolvido nos próximos três anos.

“A parceria que oficializamos hoje com o ICE e a Força Tarefa é estratégica para o BID. Um passo fundamental que damos para apoiar concretamente o empreendedorismo de impacto no Brasil. O BID pratica finanças sociais desde a sua fundação, em 1959, apoiando o desenvolvimento sustentável dos setores público e privado dos países da América Latina e Caribe. Com o FUMIN, nosso laboratório de inovação, já atuamos no investimento de impacto há duas décadas. Investimos em mais de 70 fundos de capital, dos quais 20 estão no Brasil. Mais recentemente migramos nosso foco de atuação para gestores que apoiam o empreendedorismo de impacto porque acreditamos que o setor privado é essencial para o desenvolvimento social. A agenda que vamos desenvolver juntos vai contribuir para a expansão e o fortalecimento do ecossistema de finanças sociais e negócios de impacto”, afirmou Timoran na abertura do evento.

Ao saudar os participantes do evento, Luiz Lara, da Força Tarefa de Finanças Sociais e cofundador do ICE, destacou o comprometimento de todos com a inovação em cidadania empresarial e com a solução de problemas sociais. “Todos aqui acreditam que os modelos de negócio podem ter impacto social. Num país carente como o Brasil, há espaço para a filantropia e para a ação dos governos, em suas várias esferas. Desde 1999, quando um grupo de empresários se uniu com o compromisso de fazer negócios com sensibilidade social, o ICE evoluiu e motivou a criação da FTFS. Foi um aprendizado permanente. A mudança está aqui, reunindo atores como nós. A mudança está nas universidades, na academia, nas incubadoras e, principalmente, na mobilização dos investidores. Nós temos grandes desafios e riscos. E, para isso, temos que atrair investidores que queiram investir em modelos de negócio que resolvam problemas sociais. É com parceiros como o BID que vamos fortalecer essa nossa crença e implementar esse plano de ação”, comentou Lara.

Pilares do investimento

O investimento conjunto ICE-BID prevê ações que envolvem três pilares:
1. Apoio à implementação das recomendações estratégicas feitas pela Força Tarefa de Finanças Sociais do Brasil.
2. Expansão do programa Academia, que se destina a trazer o assunto das finanças sociais e negócios de impacto para universidades do Brasil, apoiando-as a formar futuros profissionais para trabalhar neste ecossistema.
3. Expansão do Programa Incubação e Aceleração de Impacto, com a capacitação de 40 incubadoras e aceleradoras de todas as regiões do Brasil, para que expandam seus portfólios de negócios de impacto.

Foi anunciada durante o evento a chamada ICE-BID de Financiamento Semente para Negócios de Impacto Socioambiental. Essa ação irá disponibilizar até R$ 1,5 milhão para apoiar iniciativas de impacto socioambiental que estejam em fase inicial e dará aporte para aceleradoras e incubadoras que apoiam empreendimentos nesse estágio e comprovem histórico de atuação de pelo menos dois anos.

Informações sobre os critérios de seleção e as regras do Financiamento Semente estarão disponíveis no site Chamada ICE-BID a partir de 20 de abril. As inscrições irão até 31 de maio.



ICE – Instituto de Cidadania Empresarial